quinta-feira, 9 de junho de 2011

Governo Dilma cria plano integrado para enfrentar crime nas fronteiras

 

 

 

 

 

 

 

 

A presidenta Dilma Rousseff lançou ontem, em Brasília, o Plano Estratégico de Fronteiras. A iniciativa prevê uma série de operações integradas entre Aeronáutica, Exército, Marinha, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Nacional de Segurança Pública e a Força Nacional de Segurança Pública em toda a faixa de fronteira do País, para prevenir e reprimir ilícitos transnacionais. Numa segunda etapa, está prevista a participação de órgãos estaduais e municipais de segurança nas operações.

Pela primeira vez com coordenação conjunta, as Forças Armadas se integram às forças federais de segurança pública para atuar nas áreas fronteiriças. Os objetivos do plano são: redução dos índices de criminalidade e o enfrentamento ao crime organizado por meio da atuação integrada das instituições dos ministérios da Justiça e da Defesa, além da cooperação com os países que fazem fronteira com o Brasil. Entre os crimes fronteiriços mais comuns estão o tráfico de drogas, de armas e de pessoas, além dos ilícitos ambientais e fiscais, como o contrabando e crime contra a ordem tributária.

PT na Câmara dos Deputados

Nenhum comentário:

Postar um comentário