quarta-feira, 29 de junho de 2011

Conab adquire produtos para doação do Brasil a países carentes

A Conab já está providenciando as operações de doação de produtos como arroz, feijão e milho para atender o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA), de acordo com a Lei 12.429, assinada pela presidenta Dilma Rousseff, no último dia 20.

A medida estabelece limites de doação, até o próximo ano, de até 500 mil toneladas de arroz, 100 mil toneladas de feijão, 100 mil toneladas de milho, 10 mil toneladas de leite em pó e até uma tonelada de sementes de hortaliças para mais de 20 países americanos, asiáticos e africanos. Os produtos devem ser entregues embalados e aptos para consumo.

Nesta semana, já estão sendo realizados os leilões eletrônicos de venda/compra de arroz e contratação de frete para atender a demanda, conforme divulgado no site da Companhia. Os primeiros países a serem atendidos são o Haiti, a Coréia do Norte, o Sudão, Moçambique e o Zimbábue, conforme definição do PMA, em conjunto com o Ministério das Relações Exteriores (MRE). A Conab aguarda o próximo comando de embarque, emitido pelo organismo internacional, que define os países beneficiados em cada etapa.

Segundo a Superintendência de Abastecimento Social (Supab), que coordena a ação na Conab, para o Haiti está previsto o envio de 9.543 toneladas de feijão que devem estar no porto de São Francisco do Sul (foto), em Santa Catarina, até o dia 15 de julho. Outra etapa da entrega – Coréia do Norte (16.500 t de milho), Moçambique (4.050 t de arroz e 297 t de feijão), Sudão (3.530 t de feijão) e Zimbábue (1.550 t de feijão) – prevê a colocação dos produtos, na primeira semana de agosto, nos portos de Rio Grande (RS), Itajaí e São Francisco do Sul (SC). Ainda para o Haiti, estarão dispostas 15 mil t de arroz, a partir de 15 de agosto, no porto catarinense.

O transporte marítimo até o destino final está sendo bancado por países de maior desenvolvimento ou mesmo pelo próprio PMA. (Raimundo Estevam/Conab)

Mais informações: www.conab.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário