quinta-feira, 18 de maio de 2017

IMPRENSA INTERNACIONAL DESTACA FIM DE TEMER

247 - A imprensa internacional deu grande destaque à crise política no Brasil e à gravação de Michel Temer avalizando o pagamento de propina para garantir o silêncio de Eduardo Cunha na cadeia.
As informações são de reportagem do G1.
"Nos Estados Unidos, o "The New York Times" informou que Temer endossou propina de empresários em fita secreta, enquanto o "Washington Post" reportou que o líder brasileiro nega relato de que endossou pagamento de propina para ex-deputado.
No Canadá, o "The Globe and Mail" escreveu que a crise política brasileira se aprofunda e que Temer foi supostamente gravado combinando propina.
O site do jornal argentino “El Clarín”, que reporta a notícia em sua manchete, informa que a gravação foi entregue pelo dono do frigorífico JBS, Joesley Batista, ao Ministério Público.
O jornal lembra que 'Cunha não foi qualquer personagem da história do impeachment contra [a ex-presidente] Dilma. Na realidade, foi o homem que desatou o processo e que logo conduziu com respaldo de uma grande maioria da Câmara'.
A agência econômica americana Bloomberg noticiou que um fundo ETF brasileiro comercializado em Tóquio caiu 8% logo após o aparecimento da notícia. Como forma de mostrar a repercussão no ambiente de negócios, a reportagem também cita o presidente de uma associação de bares, Claudio Lamachia, que pede "respostas imediatas" à sociedade. "Os brasileiros não podem continuar vivendo com dúvidas em relação a seus representantes", afirma."
http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/296177/Imprensa-internacional-destaca-fim-de-Temer.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário