sábado, 27 de maio de 2017

APÓS GRAMPO, TEMER PASSOU A USAR TELEFONE CRIPTOGRAFADO

Antonio Cruz/Agência Brasil Após ter uma conversa interceptada por ordem judicial pela Polícia Federal, com o deputado federal Rodrigo Loures (PMDB-PR), Michel Temer solicitou e recebeu do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) um telefone protegido por criptografia. O GSI confirmou à Folha de S.Paulo a entrega do aparelho a Temer.
A Folha diz que desde que tomou posse, Michel Temer nunca havia solicitado um aparelho do gênero. Um TSG (Telefone Seguro) possui, segundo o GSI, "dispositivo de criptografia para comunicações telefônicas e oferece segurança no tráfego de voz e dados".
Por meio da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), o GSI "disponibiliza soluções de tecnologia para a segurança das comunicações" do presidente e dos ministros de Estado. Cabe ao GSI coordenar as atividades de segurança da informação do governo.
Na Operação Patmos, deflagrada na semana passada para apurar os termos da delação do empresário Joesley Batista, veio a público que Temer teve pelo menos uma conversa interceptada pela PF com ordem do STF (Supremo Tribunal Federal).
Ligações feitas entre dois aparelhos criptografados podem ser interceptadas, mas o diálogo fica ininteligível. Entretanto, quando um telefone criptografado se comunica com um sem proteção, de nada adianta a criptografia.
http://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/298057/Ap%C3%B3s-grampo-Temer-passou-a-usar-telefone-criptografado.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário