domingo, 3 de maio de 2015

Cinco jovens brasileiros formados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural embarcam rumo à China

 

Eles farão uma visita técnica para conhecer modelos de empreendedorismo e prospecção de negócios

Segunda maior potência da economia mundial e principal comprador dos produtos agropecuários brasileiros, a China serve de exemplo em empreendedorismo e representa um vasto mercado para os produtores rurais brasileiros atuarem. O país, que deverá alcançar um Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 22,4 trilhões em 2019 (segundo estimativas do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional) conta com uma população com mais de 1,3 bilhão de habitantes. Cinco jovens brasileiros partirão rumo à Ásia neste sábado (2/5). Eles são os vencedores do Programa CNA Jovem - iniciativa inovadora da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) que formou novos líderes para o agronegócio brasileiro.

Os participantes da visita técnica são Carolina Heller Pereira, do Rio Grande do Sul; Cézar Augusto Tumelero Busato, da Bahia; Dyovanna Depolo de Souza Pinto, do Espírito Santo; Murilo Eduardo Ricardo, do Mato Grosso do Sul, e Rachel Leão Vieira, de Goiás. O grupo será coordenado pela chefe do Departamento de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS) do SENAR, Andréa Barbosa Alves.

Roteiro promissor

As mais importantes cidades chinesas – Guangzhou, Xangai e Pequim – estão contempladas no roteiro. A viagem começa pela Canton Fair, a maior feira multifuncional do mundo, em Guangzhou. Na sequência, Xangai, onde o grupo vai conhecer a Changzhou National High-Tech District (Changzhou – Jiangsu) e o Porto de águas profundas de Yang Shan (Xangai). No local haverá uma apresentação sobre a Zona de Livre Comércio (ZLC). A agenda segue com uma visita à área comercial da Zona Piloto de Livre Comércio de Xangai (ZPLCX). Ainda na cidade, a comitiva visitará a Feira Sial China 2015 – The Asian Food Marketplace. Em Pequim, o grupo terá uma reunião com a adida agrícola da Embaixada do Brasil na China, Andrea Bertolini, e fará uma visita às instalações da Sinomach (líder em fabricação de maquinários e equipamentos pesados) e ainda da ZTE (líder em soluções tecnológicas para agricultura).

Segundo Andréa Barbosa, a programação vai apresentar aos jovens atividades que são exemplos de modernidade, empreendedorismo e possibilidades de negócios, como a feira multisetorial Canton Fair. Outro ponto importante, destaca ela, será o exemplo de escoamento e logística observado no Porto de águas profundas de Yang Shan, considerado um dos maiores do mundo.

“Queremos mostrar para esses jovens as inúmeras possibilidades de negócios que existem com a China e o potencial empreendedor que eles têm. Será uma viagem para mexer com a cabeça deles, para que possam entender a lógica de mercado dos chineses, que é bem diferente da nossa, além de ter contato com outra cultura e idiomas. A China representa um mercado muito promissor para o Brasil e é essa geração que vai abrir essas portas”, declara a chefe do DEPPS do SENAR.

Vencedores do CNA Jovem revelam suas expectativas

“Conhecer este novo mercado, entender como funciona a comercialização de produtos (especialmente os agropecuários), tentar verificar oportunidades de novas parcerias, conhecer um pouco da cultura deles, como pensam, como agem, como estão estruturados. Quais os planos deles com relação ao setor agropecuário para os próximos 20 anos, saber se podemos agregar um pouco, ver o que estão fazendo de coisas boas e tentar adaptar para nossas regiões e/ou mercados”. Rachel Leão Vieira/ Goiás

"Minha expectativa é de uma viagem que será extremamente produtiva. Quero voltar com um maior conhecimento e disseminar entre os jovens do setor Agro, para que possamos juntos desenvolver em paralelo atividades sobre a real necessidade de ambos os países". Dyovanna Depolo de Souza Pinto/ Espírito Santo

“Espero compreender como realmente funciona este potencial empreendedor da China, bem como ver a possibilidade de estabelecer uma maior relação e proximidade com pessoas do setor agropecuário, científico e empresarial. Também tenho a curiosidade de compreender como vive a China comunista em meio ao "capitalismo necessário". Junto disto, conhecer a cultura milenar deste povo, seus costumes e crenças”. Carolina Heller Pereira/ Rio Grande do Sul

“Tenho a certeza que será uma oportunidade única de poder observar um exemplo de superação pelo trabalho que é a China, principalmente com uma visita direcionada pela experiência da CNA, observando com a ótica do produtor rural, buscando sempre oportunidades. É uma grande satisfação poder fazer parte desta historia”. Cezar Busato/ Bahia

“O roteiro todo é muito interessante, mas o que me chamou mais a atenção é visita que nós faremos à Canton Fair, uma das maiores feiras do mundo. Será uma ótima possibilidade de fazer contatos com pessoas de vários países, além de uma responsabilidade muito grande, pois estaremos representando uma entidade extremamente importante do Brasil. Outra atividade que, particularmente, vai ser enriquecedora é a visita ao Porto de águas profundas de Yang Shan. Nós, aqui em Mato Grosso do Sul, estamos vivendo a possibilidade de revitalização do porto de Porto Murtinho e na China teremos a oportunidade de conhecer uma estrutura moderna e eficiente. É claro que são realidades diferentes, mas com certeza algumas coisas poderão ser aproveitadas”. Murilo Eduardo Ricardo/ Mato Grosso do Sul

Assessoria de Comunicação do SENAR
(61) 2109-4141
www.senar.org.brwww.facebook.com.br/SENARBrasil
www.twitter.com/SENARBrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário