sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

CUT-RS SOBRE REFORMA DA PREVIDÊNCIA: ‘VOLTAREMOS A SER ESCRAVOS’


Rio Grande do Sul 247 - A Central Única dos Trabalhadores (CUT-RS) reagiu com muita indignação e repúdio ao parecer relâmpago do deputado federal Alceu Moreira (PMDB-RS), relator da PEC 287 da reforma da Previdência, entregue no início da tarde desta quinta-feira (8) à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara pela admissibilidade da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que altera as regras da aposentadoria. A proposta aumenta a idade mínima da aposentadoria de 53 para 65 anos, tanto para homens como para mulheres, e o tempo mínimo de contribuição aumenta de 15 para 25 anos. Membros da CUT-RS discutirão na próxima segunda-feira (12) a organização de uma campanha de esclarecimentos aos trabalhadores sobre a PEC 287 da reforma da Previdência e de pressão sobre os deputados e senadores da base aliada do governo Michel Temer. Segundo o presidente da entidade, Claudir Nespolo, "se essa maldita reforma passar no Congresso, voltaremos ao período da escravidão, o que é impensável". "Não daremos sossego aos deputados e senadores que apoiam Temer e querem nos obrigar a trabalhar a vida inteira, retirar o direito de se aposentar e ter uma velhice com dignidade", avisou Claudir. Entenda as mentiras sobre a Previdência Segundo o cálculo do governo, aos 65 anos e com 25 anos de contribuição, o valor do benefício será de 76% da média de todas as contribuições. Com 26 anos de contribuição, 77%. Com 27 anos, 78%. O percentual chega a 100% (aposentadoria integral) com 49 anos de contribuição "É preciso fazer um trabalho de conscientização dos trabalhadores, desmontando o mito do déficit da Previdência, que não existe, e mostrando que estamos diante de um dos maiores retrocessos nos direitos trabalhistas de todos os tempos no Brasil", disse o presidente da CUT. "Precisamos fazer com que o trabalhador se levante do sofá e tome às ruas com a juventude", complementou. De acordo com o sindicalista, "é vergonhoso que um deputado apresente um parecer sobre um assunto tão importante que mexe na vida de todos os brasileiros sem ouvir absolutamente ninguém". O presidente da CUT-RS afirmou que "em nenhum momento da campanha eleitoral, Alceu Moreira disse aos eleitores gaúchos que era a favor de uma reforma da Previdência que, se for aprovada, vai retirar direitos históricos da classe trabalhadora e fará com que milhões de brasileiros morram trabalhando porque não conseguirão se aposentar". O deputado federal Sílvio Costa (PTdoB-PE) propôs um plebiscito para a Reforma da Previdência. http://www.brasil247.com/pt/247/rs247/269708/CUT-RS-sobre-reforma-da-Previd%C3%AAncia-%E2%80%98voltaremos-a-ser-escravos%E2%80%99.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário