sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Campanha de Dilma quer direito de resposta imediato e pede que TSE suspenda publicidade da Veja; leitores fazem denúncias

 

publicado em 24 de outubro de 2014 às 18:47

Captura de Tela 2014-10-23 às 21.07.16

Coligação Com a Força do Povo vai acionar revista Veja na justiça

Da assessoria de imprensa da campanha, via e-mail

A Coligação Com a Força do Povo vai acionar judicialmente a revista Veja nesta sexta-feira (24) em razão das informações publicadas em sua mais recente edição, em quatro ações criminais e em outras quatro ações eleitorais.

As ações judiciais criminais são: ação penal por calúnia e difamação contra o repórter que assina o texto e contra a revista; pedido de investigação à Procuradoria Geral da República (PGR) para que apure o suposto vazamento de parte da delação de Alberto Yousseff; pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que apure o suposto vazamento de parte da delação de Alberto Yousseff; pedido de indenização do PT por imagens.

As ações judiciais eleitorais são: pedido de direito de resposta na revista, no site da revista e nos demais veículos que reproduzirem a matéria, com pedido de liminar para que o direito de resposta seja exibido imediatamente; pedido para proibir que a revista faça qualquer tipo de publicidade do conteúdo da revista, por configurar publicidade em desfavor de campanha; representação junto ao TSE para que se investigue os abusos cometidos pela Veja ao longo da campanha eleitoral; pedido para que o Facebook retire o conteúdo da reportagem da rede, por se tratar de publicidade irregular.

PS do Viomundo: Conforme alertou nosso leitor Lair Moraes, a revista aproveitou para fazer campanha eleitoral disfarçada. “E, ato contínuo, [a revista Veja] está inserindo propagandas em rádios FM! Pelo menos em São Paulo (89FM) e Campinas (Antena 1) já passaram spots denunciando nominalmente Dilma e Lula. E, de bônus, estão defendendo Alckmin com uma reportagem sobre falta de água no mundo!”,alertou ele.

Além disso, escreveu a leitora Paola Paes Manso: “No ABC estavam distribuindo exemplares da revista gratuitamente nas estações de trem. E pode o candidato e vice serem entrevistados, hoje, em coletiva (eu ouvi na CBN), com longa argumentação e acusação? Só um lado foi ouvido, não é que os tempos foram diferentes. Estranho é que pela lei eleitoral, hoje só pode caminhada, sem voz, os candidatos não podem nem falar no microfone prá quem segue a caminhada”.

Leia também:

Dilma: Veja excedeu todos os limites da decência e da falta de ética

http://www.viomundo.com.br/denuncias/campanha-de-dilma-quer-direito-de-resposta-imediato-veja-e-pede-que-tse-suspenda-publicidade-da-revista.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário