domingo, 22 de abril de 2012

Delegado de polícia desabafa: não vai mais prender menores!

 

MEUS AMIGOS, ESTOU ESTARRECIDA COM O DESABAFO DO DELEGADO, O QUAL REVERENCIO PELA CORAGEM E CONCORDO PLENAMENTE COM SUA ATITUDE.É HORA DE NOS UNIRMOS PARA QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA. É INCONCEBÍVEL QUE PESSOAS QUE SE INVESTEM DE NOTÓRIO SABER JURÍDICO, REPUTAÇÃO ILIBADA E COMPETÊNCIA JURÍDICA SE MANIFESTEM COMO ESTA JUÍZA COMPACTUANDO COM O CRIME E COMO SE NÃO BASTASSE, “ESSALENTÍSSIMA DOUTORA JUÍZA”SE CONSIDERA AFRONTADA PELAS DECLARAÇÕES CORAJOSAS DO DELEGADO.SE A OBRIGAÇÃO DA POLÍCIA É PRENDER O CRIMINOSO, QUAL SERÁ A OBRIGAÇÃO DO JUDICIÁRIO????????POR FAVOR, D-I-V-U-L-G-U-E-M ESTE VÍDEO, SÓ ASSIM ESTAREMOS CONTRIBUINDO PARA A VERDADEIRA JUSTIÇA E DESCERRANDO A CORTINA SUJA DESSE JUDICIÁRIO CORRUPTO E PATERNALISTA.VAMOS DAR UM BANHO DE DESCÊNCIA NESSES “TOGADOS”BANDIDOS!!DELEGADO, PRA VOCÊ TIRO MEU CHAPÉU!! PARABÉNS PELA SUA ATITUDE ÍNTEGRA.AINDA HÁ SALVAÇÃO!!!!!

Assistam ao vídeo abaixo na íntegra.

O Delegado de Polícia Civil de Colider-MT, cidade próxima a Alta Floresta e Sinop, na tentativa de coibir o tráfico de drogas naquela região (que por sinal, deve ser bem grande, haja vista as condições favoráveis para o tráfico naquele lugar conjuntamente com as precárias condições de infraestrutura social para aquela população!), desabafa para a imprensa tudo porque a operação policial, pelo visto, não estava bem... "sintonizada com o Judiciário" (diga-se de passagem: o juiz e a promotoria simplesmente soltou os menores em menos de 24 horas...).

Assistam para entender bem o caso:

http://youtu.be/jIK6nyqUdu8 - Desabafo de Delegado. As leis têm que ser mais duras! (de 19/04/2012)

É o direito do menor de: roubar, furtar, traficar, ferir, matar, estuprar, violentar, ameaçar, destruir, burlar, invadir, aterrorizar, usar (e abusar!), torturar, sequestrar, receber, esconder, acobertar, etc., sujeita às penas da lei (ou do Estatuto da Criança e do Adolescente), mas pergunto: o menor não deveria estar na escola? Por que as leis não mais permitem o menor a trabalhar, ou ao menos aprender um ofício desde pequeno? Faltam estruturas para isso? A quem cobrar as mudanças de tudo isso? A questão do menor-aprendiz nas empresas/organizações não deveria ser melhor divulgada e aprimorada para uma recuperação desses jovens? Onde está o exemplo dos Governos (municipal, estadual e federal) para a recuperação desses delinquentes e criminosos?

E por que nossa legislação penal e processual não é modificada para coibir tudo isso?

Divulguem o vídeo, caríssimos! Pois temos a preocupação de que nós e nossos filhos(as) não suportem mais esse tipo de agressão diariamente. E a autoridade policial, por mais que queira cumprir com seu papel na sociedade na área de Segurança Pública, fica desmotivada e descrente com certas decisões do Judiciário. Aqui no Paraná também não fica atrás, não. Creio que isso é crônico em todos os estados da nação brasileira.

Aí vai outra pergunta: serão mesmo "decisões do Judiciário" ou... teve alguma outra coisa por trás disso tudo que o Delegado ali não quis (ou não pode!) mencionar? Sei lá, sei lá... O melhor que ele fez foi´, além de denunciar publicamente, solicitar sua transferência para não correr risco/ameaça de morte...

 

COMENDADOR JAMIL DE MOURA

Nenhum comentário:

Postar um comentário