sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

MARCO AURELIO: HOUVE ACORDO PARA SALVAR RENAN


 - O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello, autor da liminar que afastava Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado, afirmou que houve acordo no plenário da Corte para manter o peemedebista no cargo. Segundo ele, a própria sessão em que saiu vencido, por seis votos a três, confirmou as notícias da véspera apontando que o ministro Celso de Mello anteciparia o voto divergente para puxar os demais. O magistrado se disse satisfeito pelo reconhecimento popular de sua decisão. As informações são de reportagem de O Globo. "O balanço está no meu voto. No voto, eu busquei escancarar tudo, inclusive dizendo da responsabilidade do Supremo. Eu disse que a história, as gerações futuras são implacáveis. Agora, pelo que eu li hoje no Globo, já estava tudo acertado." "Sabia [do acordo] pelo noticiário, pelas redes sociais, não por informação interna do Supremo. E, agora, claro que se confirmou. O meu voto teve uma parte substancial na qual eu cobrei a responsabilidade dos colegas a partir do que já circulava nas redes sociais." Aliás, muito me gratificou ter me convencido em harmonia com os anseios populares. Quando isso ocorre, é maravilhoso. Só receio que as manifestações passem a correr defronte ao Supremo. Ontem, vindo para o Rio, fiquei de alma lavada. Fui parado para tirar fotografia, para ser cumprimentado, como se eu fosse um jogador de futebol ou um ator de primeira grandeza da Globo. Está chegando ao fim dos meus dias de juiz, depois de 38 anos. Assim, de certa forma reconhecido pelos meus concidadãos, é muito bom para o homem público. É melhor que o contracheque." http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/269592/Marco-Aurelio-houve-acordo-para-salvar-Renan.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário