quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

GUIMARÃES: “SÓ UM NOVO GOVERNO COLOCARÁ O BRASIL NO RUMO CERTO”


Ceará247 - O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro caiu 0,8% do segundo para o terceiro trimestre, na sétima queda seguida nessa base de comparação. Em relação ao terceiro trimestre de 2015, a retração – a décima consecutiva – foi de 2,9%. Em 12 meses, o PIB recua 4,4%, segundo o IBGE, que divulgou os resultados na manhã de hoje (30). No ano, até setembro, o resultado é de - 4%, o pior para o período desde o início da série, em 1996. As taxas negativas incluem todos os setores de atividade, os indicadores de investimento e os de consumo. No período de 12 meses, por exemplo (-4,4%), a despesa de consumo das famílias cai 5,2% e a do governo, 0,9%. A agropecuária tem retração de 5,6%, a indústria sofre queda de 5,4% e os serviços, de 3,2%. A formação bruta de capital fixo (FBCF) tem contração de 13,5%. O resultado crítico da economia brasileira, na avaliação do deputado José Guimarães (PT-CE), ex-líder do governo Dilma, é o reflexo da política de um governo ilegítimo que tem como mantra “cortar, cortar e cortar”. A solução mágica prometida pelos golpistas, segundo Guimarães, era uma enganação. “Armaram um golpe para tirar a presidenta Dilma da Presidência com a máxima de que a economia voltaria a crescer no dia seguinte, e já se passaram sete meses e até agora a equipe econômica desse governo sem voto não apresentou nenhuma medida que aponte ou que ajude na retomada do crescimento”, criticou. José Guimarães alertou que se o ritmo de aquecimento da economia for esse, o Brasil, que na sua opinião já está à beira do abismo, vai enfrentar uma desagregação política e social sem precedentes. “E, a considerar propostas como a PEC do fim mundo aprovada em primeiro turno no Senado, haverá um aprofundamento da recessão com mais desemprego”, afirmou. Guimarães se referiu à proposta de emenda à Constituição (PEC 55, antiga PEC 241), que limita investimentos públicos por 20 anos. “Essa proposta é um equívoco, em momentos de crise econômica é preciso garantir investimentos públicos e não congelar”, enfatizou. O País, analisou Guimarães, pede socorro e a solução para que a nossa economia volte a crescer e a gerar emprego e renda passa pela devolução do voto ao povo brasileiro. “Só um novo governo respaldado pelas urnas e com um novo modelo econômico colocará de novo o Brasil no rumo certo. Até lá, é só sangrar, sangrar e sangrar. A crise só vai piorar”, lamentou. http://www.brasil247.com/pt/247/ceara247/268279/Guimar%C3%A3es-%E2%80%9CS%C3%B3-um-novo-governo-colocar%C3%A1-o-Brasil-no-rumo-certo%E2%80%9D.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário