sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Nos EUA, embaixador brasileiro defende prisão política de Lula


Francis Paula Duarte


*Com informações do site 247.

A segunda-feira foi iniciada com a notícia em que o embaixador brasileiro, nos EUA, Sérgio Amaral, respondeu, com forte crítica, uma carta-manifesto dos congressistas americanos, incluindo o senador Bernie Sanders, que denuncia o quanto a prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é “distorcida e politicamente motivada”.

Sob essa ótica, a Folha, por meio da jornalista Estelita Hass Carazzai, afirmou que para Amaral, a carta “tenta manchar por antecipação as eleições presidenciais de 2018 no Brasil”. O embaixador ainda afirmou que as eleições presidenciais no Brasil serão conduzidas “em completa obediência às leis e às decisões judiciais”.

O embaixador brasileiro defendeu que “a democracia no Brasil está em pleno funcionamento” e destacou que as decisões judiciais relativas ao ex-presidente Lula “obedeceram totalmente ao devido processo legal e foram confirmadas por cortes superiores”. “A Constituição vem sendo inteiramente respeitada em todos os níveis do governo”.

Bernie Sanders e outros 28 congressistas americanos pedem, na carta-manifesto, a libertação imediata de Lula e afirmam que “a luta contra a corrupção não poderá ser usada para justificar a perseguição de opositores políticos ou ainda negar-lhes o direito de participar livremente das eleições”. Os parlamentares americanos denunciam a prisão política de Lula, com base em “acusações não comprovadas” e em um julgamento “altamente questionável e politizado”.

O imbróglio entre o diplomata brasileiro e os congressistas americanos parece que não terminará apenas com essa resposta. O mal já está feito.

Fonte: https://www.apostagem.com.br/2018/07/30/nos-eua-embaixador-brasileiro-defende-prisao-politica-de-lula/

Nenhum comentário:

Postar um comentário