quinta-feira, 9 de agosto de 2018

AÇUDE ARARAS


O Gigante do Ceará

clip_image002

Dia 31 de julho, o Ceará, orgulhosamente, comemorou os 60 anos da inauguração do Açude Público Paulo Sarasate, conhecido pelo nome de Araras, situado no Município de Reriutaba. Atualmente, pertence ao Município de Varjota, desmembrado em 1985. Foi construído no leito do Rio Acaraú-CE, com capacidade para armazenar 1.000.000.000 m³, cuja parede mede 2.720 metros de comprimento e altura máxima de 38 metros e concluído em 31 de julho de 1958, no Governo do Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, Ministro da Viação, Lúcio Martins Meira, Diretor Geral do DENOCS José Cândido Castro Parente Pessoa e Chefe da Missão do Vale do Acaraú, Anastácio Honório Maia. Possui ainda uma barragem auxiliar, vertedouro, tomada d’água e uma usina hidrelétrica de propriedade da Shesf, com duas turbinas com potência de 6.400 cv e capacidade de gerar 6.000Kva. É o quarto maior reservatório do Ceará, depois do Castanhão, Orós e Banabuiú. Atualmente, está aprovada a liberando 4.000l/s, para o Açude Araras, conforme deliberação do CBH-Acaraú em sua 49ª Reunião Ordinária realizada dia 8 de junho em Sobral.

A construção deste açude tinha como finalidade a perenização e controle das cheias do Rio Acaraú, a irrigação, a piscicultura e o aproveitamento de culturas na área de montante. Sangrou, pela primeira vez, em 2011. A ideia da construção do açude começou com o projeto iniciado em 1920, mas, as obras civis só iniciaram em 1920 e abastece cidades como Varjota, Reriutaba, Ipu, Hidrolândia, Pires Ferreira e outras localidades. Fornece água para os perímetros irrigados do DIBAU e Araras Norte. Há registros de sangrias nos anos de 1996, 2009 e 2011.

Dr. Lima

CBH-Acaraú.

Um comentário:

  1. Segundo dados da COGERH/SRH, 2017, o Açude Araras sangrou, doze vezes: 1978, 1984, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1996, 2003, 2009 e 20011.

    ResponderExcluir