sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

APARECEU A OBRA DA “SUPER-MARCELA”: DESFIGURAR O PALÁCIO DA ALVORADA

Carolina Antunes/PR
Por Fernando Brito, no Tijolaço- Sérgio Lima e Gabriel Hirabashi, do Poder360, publicam hoje um matéria deprimente que, afinal, revela o papel de primeira-dama do golpe, a jovem Marcela Temer, desempenha no Planalto: desfigurar a decoração interna do Palácio da Alvorada, definida pelo próprio Oscar Niemeyer nos anos 60. A nova decoração segue "gostos pessoais", afirma o ex-secretário-executivo da Comissão de Curadoria dos Palácios Claudio Soares Rocha.(...)"A primeira-dama não gosta de vermelho, então vamos tirar todos os tapetes. Pediram que o tapete vermelho fosse substituído porque eles não gostam de vermelho", diz."O presidente Temer não gosta de sofá preto. Então recolheram os sofás comprados na década de 1990 por sofá de algodão bege." Mas não foram só os "vermelhos" e os "pretos" que saíram da residência presidencial. O mesmo destino tiveram os "cor de telha" e os móveis que caíram em desgraça com a mocinha. E como se estivessem morando num apartamento próprio, meteram uma tela de nylon na fachada do Palácio, patrimônio histórico tombado porque o Michelzinho poderia cair, apesar de já estar com oito anos. É mais fácil que o outro Michel caia. Leia o texto no Poder 360 e veja, abaixo, a história contada pelo ex-curador dos palácios, Cláudio Rocha. E pensar que fizeram escândalo com um canteirinho de sálvias em forma de estrela plantado por Mariza, mulher de Lula, nos fundos do jardim. http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/274961/Apareceu-a-obra-da-%E2%80%9CSuper-Marcela%E2%80%9D-desfigurar-o-Pal%C3%A1cio-da-Alvorada.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário