sábado, 25 de abril de 2015

Contra Lula, Veja ameaça mais um réu da Lava Jato

 

:

Depois de tentar constranger Ricardo Pessoa, da UTC, a fazer um acordo de delação premiada contra o ex-presidente Lula e o governo da presidente Dilma, Veja adota a mesma estratégia em relação a outro empreiteiro; desta vez, a vítima é José Adelmário Pinheiro, da OAS; segundo a revista, se não delatar, Pinheiro terá uma "pena gigantesca"; a revista também apela à consciência do empreiteiro para que ele incrimine o ex-presidente; "Se consultar sua consciência, porém, Pinheiro poderá contar tudo o que sabe, cumprir um breve período na prisão como delator e deixar às gerações futuras de brasileiros um legado que ele sonegou à atual"; jogo sujo e rasteiro visa, agora, garantir o 'impeachment' preventivo de Lula, que, ontem, num vídeo postado na internet, demonstrou estar em ótimo estado de saúde

25 de Abril de 2015 às 07:36

247 - A revista Veja deste fim de semana tenta, mais uma vez, aplicar um golpe contra o ex-presidente Lula, personagem de capa da edição, que, segundo a revista, teria sido arrastado para o centro do escândalo da Petrobras.

De acordo com a reportagem, um dos empreiteiros presos, José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, da OAS, estaria estudando fazer uma delação premiada contra Lula.

A estratégia de Veja é extamente a mesma que foi utilizada contra Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia. Durante várias semanas, Veja tentou convencer Pessoa a fazer sua delação, avisando que, se ele não cedesse aos apelos da editora da Marginal Pinheiros, apodreceria para sempre na prisão. A delação de Pessoa, no entanto, não saiu.

Agora, a vítima da vez é Léo Pinheiro. Segundo a revista, ele teria feito anotações (não apresentadas na reportagem) sobre favores feitos ao ex-presidente, como reformas num imóvel no Guarujá (SP) e num sítio em Atibaia (SP).

Veja primeiro faz pressão e afirma que se o executivo da OAS não fizer uma delação contra Lula "sua pena será gigantesca", como se estivesse ao par de uma decisão ainda não tomada pelo juiz Sergio Moro. Depois, chega a apelar à consciência do empreiteiro para que ele entregue o ex-presidente. "Se consultar sua consciência, porém, Pinheiro poderá contar tudo o que sabe, cumprir um breve período na prisão como delator e deixar às gerações futuras de brasileiros um legado que ele sonegou à atual", diz a reportagem.

O objetivo parece ser garantir, a qualquer custo, uma espécie de 'impeachment preventivo' contra o ex-presidente Lula, que pode ser candidato a presidente em 2018. Ontem, em vídeo postado na internet, Lula demonstrou estar em ótimo estado de saúde (confira aqui).

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/178395/Contra-Lula-Veja-ameaça-mais-um-réu-da-Lava-Jato.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário