segunda-feira, 27 de maio de 2019

Capitão vai à guerra nas ruas e perde de goleada: foi 7 a 1 para democracia

.. Reprodução/TV Globo

Por Ricardo Kotscho, no Balaio do Kotscho e para o Jornalistas pela Democracia

Bolsonaro resolveu medir forças com o Brasil civilizado, que defende a Educação e a democracia, e perdeu de goleada.

Por mais que a Globo quisesse ajudar, os "protestos a favor" do governo, do pacote de Sergio Moro e da reforma da Previdência, foram um fracasso de público e de crítica, uma repetição dos 7 a 1 do Mineirão de triste lembrança.

Na hora marcada para as manifestações, havia pouca gente nas ruas e, por mais que os repórteres e cinegrafistas se esforçassem, o fracasso era evidente.

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Em comparação com as grandes manifestações populares do dia 15 de maio, com as multidões que foram às ruas contra o governo, viu-se neste domingo um desfile deprimente de camisas amarelas da CBF, paneleiras loiras e marombados de óculos escuros, com ataques às instituições e baixarias.

Ao longo do dia, com as engajadas transmissões ao vivo das televisões para chamar a população às ruas, como fizeram nas manifestações pró-impeachment de Dilma, as imagens começaram a mostrar mais gente caminhando atrás de carros de som, mas deixando um vazio entre eles, numa cacofonia de discursos gritados em que não se entendia nada.

Nos estúdios refrigerados da Globo News, pontificava o comentarista Valdo Cruz, que fazia sua campanha particular em defesa da reforma da Previdência e do pacote anti-crime de Sergio Moro, como se fosse porta-voz do governo e da emissora, quaisquer que fossem os sons e imagens das ruas.

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Em diferentes pontos do país, repórteres declamavam o mesmo script global em favor das reformas e do governo.

Alguma coisa mudou depois do encontro da direção da Globo com o capitão presidente na última semana, no Palácio do Planalto.

Longe dali, num culto evangélico em Jacarepaguá, Bolsonaro orava e não parava de postar vídeos nas redes sociais, mostrando as "manifestações espontâneas", com mensagens patrióticas para mobilizar sua tropa.

Às cinco da tarde, a micareta fascista já estava no fim. Até os repórteres globais já desanimavam de narrar as manifestações, mas continuavam repetindo os mesmos bordões.

Quinta-feira, o povo volta às ruas. Contra o governo.~

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/colunistas/ricardokotscho/394655/Capit%C3%A3o-vai-%C3%A0-guerra-nas-ruas-e-perde-de-goleada-foi-7-a-1-para-democracia.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário