segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Delcídio não consegue provar acusações contra Dilma e pode voltar para cadeia

 

247 - Procuradores do Ministério Público Federal ameaçaram reavaliar o acordo de delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral, porque as informações repassadas pelo parlamentar não produziram qualquer avanço nas investigações.

PUBLICIDADE

"Alguns acordos não estão evoluindo bem. O do Delcídio é um deles. As investigações não avançam nem na primeira instância. Talvez alguns ajustes tenham que ser feito nesses acordos", disse um procurador ao jornal O Globo.

No início do ano passado, o ex-senador Delcídio Amaral fez um acordo de delação premiada, que o livrou da prisão. Nos depoimentos que prestou a procuradores e a pelo menos um delegado da Polícia Federal, Delcídio distribuiu diversas acusações, entre elas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e contra a presidente deposta Dilma Rousseff.

Um dos casos emperrados seria a investigação sobre a suposta manobra de Dilma para nomear o ministro Marcelo Navarro, para o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e, a partir daí, tirar da cadeia o ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht.

Fora da prisão, seriam mínimas as chances do executivo fazer delação. O ex-senador disse que tratou do assunto com Dilma, no período em que ela ainda estava na Presidência. Mas não há qualquer registro da conversa e nenhum outro elemento que comprove a suposta trama.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/310450/Delc%C3%ADdio-n%C3%A3o-consegue-provar-acusa%C3%A7%C3%B5es-contra-Dilma-e-pode-voltar-para-cadeia.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário