terça-feira, 15 de agosto de 2017

Juristas condenam Moro em lançamento de livro sobre a condenação de Lula


Edilson Rodrigues/Agência Senado | REUTERS/Leonardo Benassatto

247 - Dezenas de estudantes, juristas políticos do PT lotaram um auditório na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) na noite desta segunda-feira, 14, para o lançamento do livro Comentários a Uma Sentença Anunciada – O Processo Lula, que reúne textos de mais de 100 colaboradores em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e contra a sentença do juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato na primeira instância, que condenou o petista a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Os atos de lançamento do livro são uma das plataformas escolhidas por Lula e pelo partido para fazer a defesa do petista na Lava Jato e defender o direito de o ex-presidente disputar a eleição presidencial do ano que vem. Se for condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4), Lula cai na Lei da Ficha Limpa e ficará inelegível.

A noite de segunda-feira, na PUC-SP, seguiu roteiro semelhante ao do primeiro lançamento, realizado na sexta-feira, 11, no Rio de Janeiro.

Os oradores se revezaram durante mais de duas horas em críticas aos supostos abusos da Lava Jato e ao juiz Moro, sob o argumento de que faltam provas contra o o petista.

O advogado Alberto Toron, que defende o senador tucano Aécio Neves (MG) na Lava Jato, chamou o impeachment de Dilma de “golpe”. “O que ocorre na Operação Lava Jato é um escárnio de abusos e vilipendios”, disse Toron.

As informações são de reportagem de Ricardo Galhardo no Estado de S.Paulo.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/311800/Juristas-condenam-Moro-em-lan%C3%A7amento-de-livro-sobre-a-condena%C3%A7%C3%A3o-de-Lula.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário