quinta-feira, 17 de novembro de 2016

SOB TEMER-MEIRELLES, PRÉVIA DO PIB TEM RETRAÇÃO DE 0,79% NO 3º TRI

Marcelo Camargo/Agência Brasil Kelly Oliveira - Repórter da Agência Brasil
Depois de dois meses seguidos de queda, a atividade econômica registrou crescimento em setembro de 0,15%, na comparação com agosto. É o que mostra o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado hoje (17). Em agosto, o índice caiu 1,01% e, em julho, 0,18%.
Nos três meses, houve queda de 0,78%, na comparação com o segundo trimestre deste ano. Em relação ao terceiro trimestre de 2015, a retração chegou a 3,84%, segundo os dados sem ajustes, já que a comparação é feita entre períodos iguais.
No ano, o IBC-Br registra queda de 4,83% e, em 12 meses encerrados em setembro, retração de 5,23%.
Taxa Selic
O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o Banco Central a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic.
O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos. Mas o indicador oficial sobre o desempenho da economia é o Produto Interno Bruto (PIB – a soma de todas as riquezas produzidas pelo país), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
http://www.brasil247.com/pt/247/economia/265807/Sob-Temer-Meirelles-pr%C3%A9via-do-PIB-tem-retra%C3%A7%C3%A3o-de-079-no-3%C2%BA-tri.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário