domingo, 24 de fevereiro de 2019

Humberto: falta verba para a Previdência, mas não para comprar votos


Waldemir Barreto - Agência Senado

247 - O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE), criticou o governo Jair Bolsonaro, que pretende liberar emendas parlamentares no valor de R$ 1,8 bilhão para eles aprovarem a Reforma da Previdência. A cifra foi divulgada pelo jornal O Globo.

"Para aprovar a Reforma da Previdência, governo já fala em destinar cerca de R$ 1,8 bilhão para atender as demandas dos parlamentares. No governo Bolsonaro, falta dinheiro para a Previdência, para Educação, para a Saúde...mas para comprar votos não", criticou o parlamentar no Twitter.

A proposta enviado por Bolsonaro à Câmara prevê idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres se aposentarem, além da contribuição de 40 anos para o direito a 100% do benefício.

O projeto implementa o chamado regime de capitalização, em que o trabalhador abre uma conta individual e faz uma espécie de poupança para se aposentar no futuro.

O governo também fixou a idade de 70 anos para idosos receberem o Benefício de Prestação Continuidade (BPC). Atualmente a idade é de 65 anos. O valor será de R$ 400, abaixo do salário mínimo vigente no Brasil.

Para aprovar a Reforma da Previdência, governo já fala em destinar cerca de R$ 1,8 bilhão para atender as demandas dos parlamentares. No governo Bolsonaro, falta dinheiro para a Previdência, para Educação, para a Saúde...mas para comprar votos não.https://t.co/jOINRvmwLS

— Humberto Costa (@senadorhumberto) 24 de fevereiro de 2019

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/nordeste/384946/Humberto-falta-verba-para-a-Previd%C3%AAncia-mas-n%C3%A3o-para-comprar-votos.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário