domingo, 25 de setembro de 2016

Escanteado, Serra ameaça demitir todos assessores, menos um

Valter Campanato/Agência Brasil 247 – Já foram bem melhores as relações entre o chanceler José Serra e Michel Temer. É o que informa o jornalista André Barrocal, na Carta Capital:
O ministro das Relações Exteriores, José Serra, ameaçou demitir todos os assessores de seu gabinete, exceto um, assim que voltou a Brasília de uma viagem a Nova York, aonde fora acompanhar o presidente Michel Temer. A conferir se as demissões se confirmarão nos próximos dias, mas o rompante é compreensível. Serra regressou enfraquecido dos Estados Unidos, país ao qual sonha atrelar o Brasil.
O chanceler foi ignorado na elaboração do discurso presidencial proferido na terça-feira 20 na Assembleia Geral das Nações Unidas, motivo principal da viagem da dupla. Viu Temer assumir posições conflitantes com as suas. Ficou (por opção própria) em um hotel diferente daquele usado pelo chefe e por ministros da comitiva. Ausentou-se de uma histórica reunião global sobre refugiados.
Relegado ao papel de figurante, embora seja um conhecido aspirante à cadeira hoje ocupada por Temer, não surpreende o tucano ter deixado o peemedebista esperando por uma hora em um jantar oferecido pelo presidente no domingo 18.
No pronunciamento perante a Organização das Nações Unidas (ONU), Temer adotou um tom mais geopolítico do que comercial, ao contrário da postura vista até aqui em seu ministro da área. E expôs posições que soaram como puxões de orelha no subordinado.
“A integração latino-americana”, disse, é uma “prioridade permanente” do Brasil, não importa que haja “em nossa região governos de diferentes inclinações políticas”.
Leia a íntegra na Carta Capital.
http://www.brasil247.com/pt/247/poder/256995/Escanteado-Serra-ameaça-demitir-todos-assessores-menos-um.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário