domingo, 29 de maio de 2016

Luizianne Lins é pré-candidata do PT à Prefeitura de Fortaleza

Aprovada em reunião municipal, candidatura será oficializada na convenção do partido. A ex-prefeita afirmou que vai solicitar uma reunião com o governador Camilo Santana para tratar da decisão
Encontro do PT deve decidir hoje nome que representará o partido na eleição municipal ( Foto: William Santos )
Em encontro neste sábado (28), a deputada federal e ex-prefeita da Capital Luizianne Lins foi escolhida pelo Partido dos Trabalhadores (PT) como pré-candidata da legenda à Prefeitura de Fortaleza. A eleição municipal acontece em outubro deste ano. Em discurso após ter seu nome aceito por aclamação, ela se disse alegre em "recomeçar" e leu uma mensagem do deputado federal José Guimarães, representante da ala do partido que defendia a realização de mais debates internos antes da definição do candidato ou candidata.
"Você, candidata, terá toda a minha solidariedade e apoio", disse o parlamentar, ex-líder do governo Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, que não compareceu ao evento pois está viajando.
Sob gritos de "É socialista, é radical, Luizianne prefeita da Capital!", puxados por membros da Juventude do PT, a deputada federal citou obras "materiais" e "imateriais" de sua gestão no comando da Prefeitura e criticou o atual governo, do prefeito Roberto Cláudio, ao afirmar que equipamentos municipais como os CUCAs e o Hospital da Mulher estão sendo "sucateados".
"Há doze anos, a gente plantava no coração de cada fortalezense a esperança de construir um governo popular do Partido dos Trabalhadores. Em meio a todas as dificuldades, nós chegamos à vitória e agora, doze anos depois, estamos mais fortes e experientes, e acima de tudo, mais firmes em defesa na luta do socialismo e do Partido dos Trabalhadores do Brasil. A gente aprendeu a ser governo, deixar de ser governo e ter a humildade para fazer com que o poder pudesse transformar a vida das pessoas, mas que ele jamais poderia transformar nossa essência de militante por um mundo melhor, por uma Fortaleza mais justa", disse Luizianne, sob aplausos de militantes e delegados do partido.
Confira vídeo:
O deputado estadual Elmano de Freitas, presidente municipal do PT, defendeu o nome de Luizianne antes da votação. "O povo olha para nós e diz assim: vocês lançaram um nome para valer ou lançaram um nome para marcar posição? Nós estamos apresentando um nome para disputar a eleição e para ganhar a eleição!", bradou.
O presidente nacional do PT, Rui Falcão, discursou na abertura do evento, que começou por volta das 14h50 em um hotel na Praia de Iracema. Ele deixou o local logo após discursar e embarcou para São Paulo. No entanto, afirmou que, assim como participou da campanha de Elmano de Freitas, em 2012, atuará na campanha da ex-prefeita de Fortaleza.
> Mantida reunião para decidir quem representará o PT na disputa pela Prefeitura da Capital
"Nós vamos disputar essa eleição em uma conjuntura totalmente diversa da eleição de 2012. Primeiro porque parte dessa eleição vai ser disputada sob o governo ilegítimo e que o PT não reconhece, porque é fruto de um golpe e não de voto popular. A segunda diferença em relação à campanha de 2012 é que, para o nosso bem, foi proibido o financiamento empresarial. Nós nos antecipamos ao Supremo Tribunal Federal (STF) dizendo que o PT não receberia mais recursos de empresas. Isso significa que a nossa campanha terá de ser de auto sustentação financeira, o que significa também que acabou a era da militância paga. Nós teremos que fazer uma campanha com muitos voluntários e voluntárias e, para isso, é fundamental que a gente tenha ideias a oferecer", disse Rui Falcão.
A chapa do PT, porém, ainda não tem pré-candidato a vice-prefeito. No encontro, ficou decidido que o nome será definido pelo diretório municipal do partido. Também foram oficializadas as pré-candidaturas de cerca de 20 petistas para o cargo de vereador, entre eles, nomes que já ocupam cadeiras na Câmara Municipal de Fortaleza, como Guilherme Sampaio, Deodato Ramalho, Acrísio Sena e Ronivaldo Maia.
Antes de Luizianne Lins ser anunciada como pré-canditada após votação do diretório municipal, o grupo do deputado federal José Guimarães e parte do grupo do vereador Acrísio Sena haviam afirmado que iriam se abster da votação. Na sexta-feira (27), eles levaram até o diretório municipal do partido uma proposta de adiamento do encontro deste sábado (28), que foi rejeitada pela maioria dos presentes. "Nossa abstenção será um protesto ao não adiamento do encontro", justificou Acrísio, antes da votação.
No encontro, também foi aprovada uma moção em reconhecimento e agradecimento ao governador Camilo Santana, pelo que tem feito, segundo Elmano de Freitas, "contra o golpe", referindo-se ao processo de impeachment da presidente, agora afastada, Dilma Rousseff. O líder do Executivo estadual, porém, não foi à reunião. Foi o grupo próximo a Camilo que tentou a mudança de data do encontro deste sábado (28). Próximo do prefeito Roberto Cláudio, ele ainda não anunciou quem apoiará no pleito de outubro. Durante a leitura da moção, delegados chegaram a chamá-la de "moção de conciliação".
Luizianne Lins, por sua vez, afirmou que solicitará uma reunião com o governador em breve, ocasião na qual devem ser repassadas as deliberações do encontro.
Entenda
Em reunião fechada que antecedeu o Encontro Municipal de Tática Eleitoral, o diretório municipal da PT decidiu, por 33 votos a 11, que o encontro deste sábado (28) não seria apenas para oficializar candidatura própria, o que já era dado como consenso dentro do partido, mas também para a escolha do candidato ou candidata petista para a eleição municipal. Segundo o Regulamento de Prévias e Encontros da legenda, a decisão de delegar ao encontro municipal a escolha do candidato ou candidata à Prefeitura deveria ser aprovada por dois terços dos membros do diretório municipal, ou seja, o mínimo de 31 votos.
O único nome formalmente apresentado até a reunião foi o de Luizianne Lins, muito aplaudida ao chegar ao encontro. Também estiveram presentes o deputado Elmano de Freitas, presidente do PT Fortaleza, De Assis Diniz, presidente estadual do partido, e o senador José Pimentel, além dos vereadores Acrísio Sena, Ronivaldo Maia, Guilherme Sampaio, Deodato Ramalho, Vicente Pinto e Jovanil Oliveira.
http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/mobile/cadernos/politica/online/luizianne-lins-e-pre-candidata-do-pt-a-prefeitura-de-fortaleza-1.1557493

Nenhum comentário:

Postar um comentário