terça-feira, 21 de outubro de 2008

Sobral - Granito exótico atrai investidores do Sudeste

O mercado no Espírito Santo, principal Estado produtor de rochas ornamentais, ficou apertado. Esse foi o motivo. ´Lá, tinha muito calote, competição grande, tinha gente vendendo abaixo do preço de custo´, informa Anderson Minete. A solução encontrada: vir explorar rochas aqui no Ceará. Assim, desde 2003, a empresa Mineração Martins iniciou suas atividades por aqui, entrando em parceria, para isso, com a Vulcano Export Importação e Exportação.Minete, que é gerente da empresa, afirma que a decisão foi acertada. Em vários pontos em Sobral e Massapê, foram encontradas ocorrências de rochas comercialmente viáveis. ´As rochas que produzimos são chamadas de granito exótico. Isso porque não tem iguais no mundo. São difíceis de tirar, por isso, são mais caros, e exclusivos´, explica o empresário das pedreiras. Essas pedras possuem uma grande variação de cores, característica que faz o material ser chamado de ´louco´, e é o que faz o diferencial. ´Quanto mais louco o granito, mais eles, especialmente os americanos, querem´.A Mineração Martins possui sete pedreiras na região, cada uma com um produto diferente: Rosso Barroco, Energy Abstrato, Laredo, Amarula, Nogat, Branco São Paulo e Nacarado, sendo este último o de maior valor para a venda. De cada um destes materiais, as utilizações são as mais diversas: bancada, mesa, pia, fachada de prédio, entre várias outras.

Por Wilson Gomes, com informações do DN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário