terça-feira, 12 de setembro de 2017

No quadrilhão de Temer, três estão presos e três vendem o Brasil

 

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Fernando Brito, editor do Tijolaço

O combalido Rodrigo Janot recebeu o reforço da tropa de choque da Polícia Federal, com o relatório que apontou o que todo mundo já sabe: que ele é o chefe do “quadrilhão” do PMDB na Câmara, composta por Eduardo Cunha, Eliseu Padilha, Moreira Franco, Henrique Eduardo Alves e Geddel “51 milhões” Vieira Lima.

“Ao lado de Eduardo Cunha, os elementos analisados nos autos demonstram que o presidente Michel Temer possui poder de decisão nas ações do grupo do “PMDB da Câmara”, tanto para indicações em cargos estratégicos quando na articulação com empresários beneficiados nos esquemas, para recebimento de valores, sob justificativa de doações eleitorais”, diz a PF, segundo a Folha.

O relatório policial diz que “Michel Temer se utiliza de terceiros para executar ações sob seu controle e gerenciamento”. Ele, afirma o texto, “utiliza de Moreira Franco e Eliseu Padilha e mesmo de Geddel Vieira [Lima como longa manus, e seus prepostos, a exemplo da captação de recursos da Odebrecht e OAS (concessão dos aeroportos). De forma consistente, foi apontado como uma das figuras centrais beneficiadas em pagamentos pelo Grupo JBS, inclusive com possível recebimento”.

Dos seis integrantes do quadrilhão, três estão presos: Cunha, Alves e Geddel. Os outros três estão no Palácio do Planalto, comandando a República, vendendo o Brasil e arrancando os seus direitos.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/316700/Tijola%C3%A7o-no-quadrilh%C3%A3o-de-Temer-tr%C3%AAs-est%C3%A3o-presos-e-tr%C3%AAs-vendem-o-Brasil.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário