quinta-feira, 10 de agosto de 2017

George Marques: “sociedade brasileira parece petrificada”


Por George Marques, em seu Face book - Povo calado, que só faz militância de internet sem ir às ruas consente com o que está aí. O sistema político e suas corporações estão deitando e rolando. A sociedade brasileira parece petrificada, imóvel, sem ação nem reação.

Os escândalos de corrupção já não impressionam mais ninguém. As cifras negociadas deixaram de ser milhão para bilhão tampouco chamam atenção. As batidas da PF já estão sem efeito e não assustam o establishment político. Eles já têm certeza da impunidade em algum canto da justiça, por alguma interpretação possível.

Sob os escombros das ruínas democráticas se percebe o aumento da violência. Na minha quadra ontem um deputado aqui do DF foi assaltado quando deixada a casa do pai. Na Asa Norte a servidora Maria Esteve, 55 anos, do Ministério da Cultura foi morta a facadas mesmo após ter entregue o celular e alguns trocados que lhe furtaram.

Maria foi mais uma que partiu em virtude da violência. Ela tem a idade da minha mãe e até na aparência se assemelham. Dilacera-me o coração em pensar na dor de Maria, naqueles minutos agonizantes em que agonizava após ter sido esfaqueada em frente da sua própria casa. Esse é o nosso "estado islâmico" que precisamos combater.

Com o cenário de caos instalado, tem analista político que vê hoje o Brasil como um barril de pólvora, faltando apenas uma faísca para tudo vir abaixo. Ele diz que a membrana que nos separada de uma ruptura do tecido social nunca esteve tão fina, tão vulnerável. Na visão dele é nas crises que se constrói uma oportunidades reais de mudança. Otimismo com o cenário de caos é essencial para nos manter firmes. Eles passarão, nós passarinho. Mario Quintana.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/311117/George-Marques-%E2%80%9Csociedade-brasileira-parece-petrificada%E2%80%9D.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário