quinta-feira, 13 de abril de 2017

CURITIBA PODE TER GUERRA ABERTA NO DIA DO ENCONTRO ENTRE LULA E MORO

Paraná 247 - Jornalista Marcelo Auler escreve em seu blog sobre o risco de conflitos nas ruas de Curitiba dia 3 de maio próximo, dia do depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro, condutor dos processos da Operação Lava Jato na primeira instância judicial.
"O circo está sendo montado. Diante da perspectiva de petistas, simpatizantes e defensores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rumarem em caravanas para Curitiba, no dia 3 de maio, data em que ele estará frente a frente com o juiz Sérgio Moro para seu interrogatório, a direita também se organiza e tudo poderá acontecer".
Auler destaca a organização dos movimentos sociais de esquerda e de direita, além dos defensores de Moro.
"Se sindicatos, CUT e movimentos sociais falam em levar 50 mil pessoas a Curitiba, apenas o Movimento Brasil Livre (MBL) promete encher 50 ônibus com manifestantes para, na mesma data, acamparem defronte do Fórum Federal da Avenida Anita Garibaldi, bairro do Ahú, na capital paranaense, clamando pela prisão de Lula. Outros grupos também deverão marcar presença. Entre os grupos que participam desta mobilização, há alunos da Universidade Federal do Paraná (UFPr)", diz o jornalista.
http://www.brasil247.com/pt/247/parana247/290277/Curitiba-pode-ter-guerra-aberta-no-dia-do-encontro-entre-Lula-e-Moro.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário